Minha lista de blogs

terça-feira, 2 de setembro de 2014

Tudo sugere ação da CIA na morte do candidato à presidência, no Brasil

 

A queda do avião que matou o candidato à presidência do Brasil Eduardo Campos, que estava em segundo, na disputa eleitoral, atrás só da atual presidenta, abalou fortemente as chances de reeleição de Dilma Rousseff. Sucessora de Campos na corrida presidencial, ex-líder do Partido Verde, está agora com alguma chance de vir a derrotar Rousseff, no caso de a eleição chegar a um segundo turno. O fim do governo de Rousseff sinalizaria vitória para as atividades clandestinas do governo Obama para eliminar de cena vários governos progressistas em toda a América Latina.


Por Wayne Madsen, Strategic Culture -  http://goo.gl/e3YWDM


Revisão do período pós-2ª Guerra Mundial revela que, de todos os meios que os serviços de inteligência usaram para eliminar pessoas que viam como ameaças econômicas e políticas, o assassinato por derrubada de avião está em segundo lugar; antes, só assassinatos por armas de fogo; depois, vêm acidentes de automóvel e envenenamento, como modus operandi preferencial da Agência Central de Inteligência dos EUA, CIA, para seus assassinatos políticos.

Os seguintes casos são os principais sobre os quais pesam muitas suspeitas de terem sido resultado de ação de uma ou mais agências de inteligência dos EUA, para pôr fim a carreiras políticas que ameaçavam o avanço dos EUA como potência imperial:

 
- a morte do secretário-geral da ONU Dag Hammarskjold; 

 






 - do presidente de Ruanda Juvenal Habyarimana; 

 




- do presidente do Burundi Cyprien Ntaryamira; 

 





- do primeiro-ministro português Francisco Sá Carneiro; 

 




- do presidente do Paquistão Muhammad Zia Ul-Haq; 

 




- de Sanjay Gandhi, pouco antes de ser oficializado no posto de primeiro-ministro da Índia; 

 



- do presidente do Sindicato Norte-americano Unido dos Trabalhadores da Indústria Automobilística Walter Reuther; 

 




- do ex-senador pelo Texas John Tower; e 

 





- do senador por Minnesota Paul Wellstone.



 
Jaime Aguillera

Omar Torrijos
A América Latina, em particular, tem sido atacada pela praga de desastres de aviões que mataram líderes que ameaçavam afastar o continente da influência política dos EUA: os presidentes Jaime Roldós Aguilera do Equador e Omar Torrijos do Panamá. Esses dois presidentes morreram em 1981; Roldós morreu apenas uns poucos meses antes de Torrijos. John Perkins, autor de Confissões de um Assassino Econômico e ex-membro da comunidade de inteligência dos EUA, apontou os EUA como ativos nesses dois assassinatos por derrubada de avião.

Esse histórico do envolvimento dos EUA e assassinatos aéreos torna ainda mais suspeito o que aconteceu dia 13 de agosto com o Cessna 560XLS Citation em Santos, Brasil, incidente no qual morreram Eduardo Campos, do Partido Socialista Brasileiro, mas homem pró-business, assessores seus e a tripulação do avião. O momento em que aconteceu, em plena campanha eleitoral, que então indicava vitória fácil para a atual presidenta, levantou questões significativas entre investigadores no Brasil e no público em geral.

 
Desde a introdução do modelo em 1996, o modelo Cessna 560XLS Citation mantém currículo de aeronave perfeitamente segura. A morte repentina de Campos mudou o rumo da campanha presidencial no Brasil, para uma direção que pode ser benéfica para os EUA e a agenda de longo curso da CIA na América Latina.


Até aqui, já surgiram questões sobre a legalidade da documentação e da propriedade da aeronave (prefixo PR-AFA). O histórico da propriedade e dos registros da aeronave é extremamente 'anormal'; e, além disso, não há nenhuma gravação de conversas acontecidas na cabine, aparentemente por mau funcionamento do gravador de vozes da cabina. Muitos brasileiros já começam a perguntar-se se o avião teria sido sabotado: em vez de mostrar gravações da conversa da tripulação que levava o candidato Campos, o gravador só conservou gravações de voz de um voo anterior. O avião voava uma rota Aeroporto Santos Dumont, no Rio de Janeiro, para a cidade de Guarujá, no estado de São Paulo, quando caiu sobre um quarteirão residencial na cidade de Santos.


O avião era operado pela empresa AF Andrade Empreendimentos & Participações Ltda., que tem sede em Ribeirão Preto, estado de São Paulo, mas cedido, em operação de leasing, pela Cessna Finance Export Corporation, uma divisão da Textron, dos maiores fornecedores para o Departamento de Defesa dos EUA. A empresa Cessna é divisão da Textron. O gravador de vozes que não funcionou na cabine foi fabricado por outro fornecedor contratado da Defesa e Inteligência dos EUA, L-3 Communications. Os negócios da AF Andrade são centrados na propriedade de uma destilaria. Porta-voz da AF Andrade disse que a aeronave, de $9 milhões, não havia passado por qualquer inspeção recente, mas assegurou que a manutenção era feita regularmente.


O porta-voz da AF Andrade não soube especificar quem é, afinal, o proprietário da aeronave, só falou do leasing; disse que a aeronave estivera à venda e fora comprada por um grupo de "empresários e importadores" de Pernambuco, estado do qual Campos foi governador.
 
Acabou-se por descobrir que o avião fora comprado por um consórcio que incluía Bandeirantes de Pneus Ltda de Pernambuco. Essa empresa disse que havia negociações em andamento para transferir a propriedade do avião, quando aconteceu o acidente; e que a Cessna Finance Export Corporation ainda não aprovara os direitos finais de leasing.

Observadores brasileiros creem que o Cessna sinistrado seria um "avião fantasma", com propriedade 'confusa', precisamente para ser usado em operações clandestinas que envolveriam a CIA

Aviões cuja situação de propriedade e dos documentos de registro era também quase inextrincável eram usados pela CIA no processo de 'entregas especiais' de muçulmanos sequestrados para serem interrogados e 'desaparecidos' nos "pontos negros" de prisões norte-americanas por todo o mundo.


A Comissão Nacional de Segurança de Transportes dos EUA [orig. U.S. National Transportation Safety Board (NTSB)] enviou uma equipe ao Brasil para investigar a queda do avião. Mas, se o trabalho da NTSB em acidentes como dos voos  TWA 800 e American Airlines 587 indica alguma coisa, a agência só tem fama por encobrir ações criminosas.


Campos foi substituído na chapa eleitoral por Marina Silva, do movimento financiado e dirigido por George Soros e suas "sociedade civil" e "globalização". Silva, que milita no movimento religioso pentecostal "Assembleia de Deus", é militante pró-Israel e muito mais pró-business e pró-EUA que Rousseff, do Partido dos Trabalhadores do Brasil que se posiciona bem à esquerda da Assembleia de Deus. Recentemente, Rousseff, com os demais presidentes dos países BRICS (Rússia, Índia, China e África do Sul) criaram um novo banco de desenvolvimento que desafia a supremacia do Banco Mundial, controlado pelos EUA. A criação desse banco enfureceu Washington e Wall Street. (...)
 
Pesquisas recentes têm apontado avanço de Marina Silva. Evidentemente, essas pesquisas de 'intenção de voto' nada têm nem de científicas nem de independentes, e são ferramentas que as agências de inteligência e as empresas comerciais sempre usam para influenciar a opinião pública e gerar "programação preditiva" em populações inteiras. (...)
Marina no velório de Eduardo Campos

Marina Silva está sendo apresentada como candidata da "Terceira Via" (chamada, agora, em 2014, "Nova Política") no Brasil.

Marina Silva - George Soros

"Terceira Via"/"Nova Política"  é movimento internacional que tem sido usado por políticos associados a grandes empresas, muitos dos quais financiados por Soros, para infiltrar-se e assumir o controle de partidos historicamente trabalhistas, socialistas e progressistas. Alguns dos nomes mais notáveis da "Terceira Via" são Bill Clinton, Tony Blair, Gerhard Schroeder da Alemanha, Justin Trudeau do Canadá, presidente François Hollande da França, primeiro-ministro francês Manuel Valls, primeiro-ministro Matteo Renzi e ex-primeiro-ministro Romeo Prodi da Itália, José Sócrates de Portugal, Ehud Barak de Israel, e inúmeros nomes do Partido Verde (PV), do Partido Socialista (PSB) e do Partido da Social-Democracia no Brasil (PSDB), dentre os quais Marina Silva, Aécio Neves, o falecido Eduardo Campos e o ex-presidente [e atual NADA] Fernando Henrique Cardoso.
 
Mas, quando se mostra mais vantajoso do ponto de vista eleitoral assassinar um "Novo Político" para promover o avanço de outro, não parece haver problema algum nessa "Nova Política", em eliminar alguém como Campos, para fazer avançar político mais populista (e mais controlável), como Marina Silva, sobretudo se estão em jogo interesses de Israel e de Wall Street.

O Cessna no qual viajava e no qual morreu o primeiro-ministro de Portugal Sá Carneiro voava para um comício eleitoral, em campanha de reeleição, no Porto. Esse desastre de avião destruiu as possibilidades futuras de uma Aliança Democrática de esquerda, porque os seguidores de Sá Carneiro que o sucederam não tinham, nem de perto, o carisma do primeiro candidato. 


Na sequência, um Mario Soares pró-OTAN e "socialista-só-no-nome" tornou-se primeiro-ministro e empurrou Portugal pela tal "Terceira Via", subserviente à União Europeia e à globalização. À época da morte de Sá Carneiro, o embaixador dos EUA em Portugal era Frank Carlucci, funcionário da CIA, cujas impressões digitais foram encontradas, em 1961, no assassinato do ex-primeiro-ministro Patrice Lumumba no Congo. No governo Reagan, Carlucci foi nomeado vice-diretor da CIA, Conselheiro de Segurança Nacional e Secretário da Defesa. Carlucci é também presidente emérito do Carlyle Grupo, conhecido pelas ligações com a CIA.
 
A suspeita morte de Campos no Brasil-2014 parece ser cópia-carbono do assassinato e descarte rápido de Sá Carneiro, com Rousseff como alvo final da ação e Marina Silva e seus financiadores globais como principais beneficiários.



Fonte: Pravda
Imagens: Google


8 comentários:

Anônimo disse...

As coisas estão acontecendo rápido demais. Parece que, da janela de algum trem-bala, vemos que as paisagens mudam vertiginosamente e não há tempo para observar detalhes.
Uma vez, um carro com quatro pessoas, eu, entre elas, perdeu a direção numa pista, em momento de ultrapassagem, e o carro começou a rodopiar na pista, girava e girava e, pareceu que, de repente, tudo ficava em câmera lenta e bota lenta nisso. Eu não sentia desespero ou pavor. Parecia que as emoções também estavam em câmera lenta. Depois de alguns segundos (ou minuto?), que poderiam ser uma eternidade, a Mão Poderosa de Deus recolocou o carro na pista, sem que ele batesse em qualquer coisa. Que alívio! Lamento pelos que não acreditam (ou dizem não acreditar) em Deus. Ele é o Supremo Criador e Mantenedor da Vida. Nada existe sem a Força Criadora de Deus.
Mas, voltando ao assunto, está tudo acontecendo muito rápido e, ao ler este artigo, tive novamente a sensação de estar em perigo, talvez dentro de algum carro descontrolado e tudo girando, girando em câmera lenta...
Confesso que, desta vez, estou sentindo medo; medo pelo que, confusamente, está acontecendo no nosso Brasil. De onde vem esse medo? O medo só deve aparecer quando existe perigo, não é mesmo?
Não sei se, desta vez, a Mão Poderosa de Deus vai recolocar o "carro Brasil" na pista certa, ou se vai deixar os condutores e os passageiros pagarem o preço pelas irresponsabilidades cometidas.
Aguardemos. Se, possível, corajosamente.

Obrigada pelo espaço,
Mara

Anônimo disse...

Plebiscito: http://youtu.be/kuO71TfKNZo

Anônimo disse...

Burgos, seria excelente se vc fizesse um adendo neste post, com o livro "Os demônios descem do norte", cairia muito bem!!!!!

Tony disse...

Fala dog!!! Como vc tá? E seus donos, estão bem? Lembro-me de termos conversado e vc tinha dito que iam todas pra SP, como estão as coisas aí?

Pois então. Concordo que a motivação deste acidente realmente não está clara. Mas. Não sei.

Se fosse defender essa tese, teria vários argumentos: quando alguém morre, vira mártir, é só ver os artistas q morreram cedo e hoje sao vangloriados. Eduardo morto glorifica a Marina.

Mas fica fácil também defender o contrário. Que de mais nada aconteceu. Teoria da conspiração. Ponto.

Portanto não sei. Mas pendo para o lado de achar que é teoria de conspiração.

Mas confesso pra vc que simplesmente não vejo candidato ideal. Parto da minha orientação: não sou psdbista, mas também não curto o PT. Vejo nos dois vantagens e desvantagens. Sobra a Marina. Mas também discordo dela em muitas coisas.

Apesar de convergir com o PT em muitos pontos, principalmente na política externa, meu senso de democracia pede mudança de legenda no comando, rotatividade, simples assim. Logo, não votarei no PT. Sobra PSDB e Marina, majoritariamente. Discordo de muitos pontos dos tucanos, principalmente por querer 'liberalizar' demais, esvaziar o estado, etc, mas enxergo pontos positivos. Marina está com o PSB e com a tal Rede, certo? Ouvi na rádio uma notícia que queriam mesclar políticos de vários partidos, até achei a tal lista na net (http://www1.folha.uol.com.br/colunas/monicabergamo/2014/09/1509736-serra-e-suplicy-podem-ser-ministros-de-marina-apostam-aliados-da-candidata.shtml)

Walter Feldman (Rede-SP) - Casa Civil

Beto Albuquerque (PSB-RS) - Transportes

Cristovam Buarque (PDT-DF) - Educação

José Serra (PSDB-SP) - Saúde

Eduardo Suplicy (PT-SP) -

Direitos Humanos

Sérgio Xavier (PV-PE) - Meio Ambiente

João Paulo Capobianco

(Rede) - Cidades

Eduardo Giannetti - Fazenda

Miro Teixeira (Pros-RJ) -

Comunicação

Neca Setubal (Rede) - Cultura

Luiza Erundina (PSB-SP) - Desenvolvimento Social

Roberto Freire (PPS) - Justiça

Pedro Simon (PMDB-RS) -

Relações Exteriores

Burgos, isso é... lindo! É o auge da democracia. Ponto. MAS, tudo isto pode não passar de uma fantasia, algo que não acontecerá, estamos falando de especulação, não de algo confirmado! Então, terra abaixo!

Sobra quem? Luciana Genro? Legal, mas não. Eduardo Jorge? Deve ser um cara gente finíssima, queria ser amigo dele, mas presidente, não. Zé Maria? Talvez seja o que eu mais simpatize, dentre os nanicos, mas gostaria de ver o PSTU colaborando com outras gestões antes de tê-los como líderes. Pastor Everaldo? Jamais, esse cara não tem condição para ser presidente, e isto nada tem a ver com o fato de ser evangélico. Levy Fidelix, nada a declarar hehe!

Dog, vejo muita dificuldade em decidir! Nossas opções são escassas! Mas te digo uma coisa. Votarei certamente pela cisão com o panorama atual. Temo em perder nossa política externa, sim. Mas temo mais ainda em perder nossa política interna. Pelo que vejo, imagino que você seja petista, desculpe se errei de julgamento. Não quero parecer inimigo, mas entenda meus argumentos como alguém que gostaria de ver a democracia funcionando conforme a teoria. Alternar de pensamento é importante. Apenas isto.

Um abraço da fria Curitiba!

Anônimo disse...

Prestem atenção nos minutos 06:34, 08:28 e 08:51. A quem poderia interessar a morte de Eduardo Campos que tinha índices muito baixos? Veja a seguir: http://youtu.be/xDO9I6cxyxM e http://youtu.be/SovUhC2SXNU.

PENSO QUE VALE UMA RFLEXÃO E BOA SORTE A TODOS NAS PRÓXIMAS ELEIÇÕES.

Pamplona

Anônimo disse...

Esse primeiro link dá uma idéia de como funciona a política exterior americana, da qual o Brasil ten se distanciado, penso que com acerto.

http://youtu.be/xDO9I6cxyxM

E nesse outro link tem uma série de informações disponíveis na internet, basta investigar os links que constam do vídeo e principalmente o verdadeiro papel do diálogo interamericano.

(http://www.thedialogue.org/)

http://youtu.be/SovUhC2SXNU

Só não VÊ quem não quer.

Pamplona

BURGOS disse...

Tony e amigos

Quero deixar claro que não sou partidária, não sou Petista.

Meu candidato a presidente sempre foi Leonel Brizola, mas após sua morte infelizmente seu legado está sendo esquecido pela política brasileira.

Penso sempre na coletividade, nunca no individualismo, porém no triste cenário atual vemos uma grande parcela de brasileiros totalmente individualistas que já esqueceram o que era o Brasil antes de Lula e Dilma, não, não se preocupem, não estou fazendo campanha para o PT, só vou me ater aos fatos, e contra fatos não há argumentos.

Lula e Dilma diminuíram a POBREZA no Brasil em 50%, de acordo com a Fundação Getúlio Vargas.

Lula e Dilma criaram o PROUNI, que levou 1 milhão e 200 mil estudantes POBRES a universidade.

Lula e Dilma criaram o PRONATEC, que até o final de 2014 terá 8 milhões de alunos POBRES cursando gratuitamente o ensino técnico e aprendendo uma profissão.

Lula e Dilma construiram 18 novas universidades.

Lula e Dilma criaram o Bolsa Família, o maior programa de Transferência de renda do mundo, que diminuiu a desnutrição e a mortalidade infantil, colocou as crianças na escola e melhorou a qualidade de vida do povo mais pobre.

Lula e Dilma fizeram o Luz para Todos, que levou eletricidade para 15 milhões de pessoas que antes não tinham acesso a luz elétrica.

Lula e Dilma criaram o Minha Casa, Minha Vida, que já construiu e contratou mais de 3 milhões de casas para pessoas de baixa renda.

Lula e Dilma aprovaram o PNE que destinará 10% do PIB para a educação, além de ter aprovado 75% dos royalties do pré-sal para a educação.

Lula e Dilma trouxeram 14.000 médicos estrangeiros, no Programa Mais Médicos, para atender uma população de baixa renda de quase 50 milhões de pessoas que antes não tinham acesso ao profissional médico.

Lula e Dilma fizeram o Programa Água para Todos, que já construiu 500 mil cisternas no nordeste e também está concluindo a transposição do Rio São Francisco, que levará água para 12 milhões de nordestinos durante a seca.

Lula e Dilma diminuíram o desemprego de 12% em 2002 para 5% em 2014, atingindo a menor marca histórica do desemprego.

Lula e Dilma diminuíram a inflação média de 9% com FHC para 6% nos governos Lula e Dilma.

Lula e Dilma triplicaram o orçamento da saúde e da educação. O orçamento federal da saúde era de 25 bilhões, e da educação 33 bilhões em 2002. Agora o orçamento federal da educação está em 104 bilhões e da saúde está em 106 bilhões.

Lula e Dilma criaram o PAC, que já investiu 665 bilhões em obras de infraestrutura no Brasil.

Lula e Dilma criaram 340 escolas técnicas em todo o Brasil, mais que o dobro do que foi construído em toda a sua história, que foram 140 escolas técnicas até 2002.

Lula e Dilma criaram o Programa Farmácia Popular, que leva remédios à população a preço de custo, e também o SAMU, que faz um atendimento personalizado e rápido a vítimas de acidentes e doenças.

Lula e Dilma pagaram a dívida com o FMI e se tornou credor internacional, podendo emprestar dinheiro a outros países e impedindo que organismos internacionais possam decidir a política nacional por força de dívidas do país, como ocorria até 2002. Hoje o PT na presidência acumulou o montante de 385 bilhões de reais em reservas.

Lula e Dilma fizeram a desoneração total dos impostos federais da cesta básica.

Lula e Dilma aumentaram a renda do trabalhador e o poder de compra do salário mínimo. O salário mínimo teve um aumento real – ou seja, descontada a inflação – de 72,3% entre 2003 e 2013, segundo o DIEESE. O salário mínimo que em 2002 valia 70 dólares, hoje vale aproximadamente 320 dólares. Graças a política de valorização do salário mínimo, seu poder de compra é o maior desde 1979, superando em muito o salário mínimo da era FHC.

Isto tudo me basta para que eu concorde com a continuidade do governo Lula e Dilma.

Sem contar com o fato de que o Brasil hoje não é mais CAPACHO sob os pés do Governo dos EUA.

E como eu disse antes:

CONTRA FATOS NÃO HÁ ARGUMENTOS.

Isto fica claro se você não for individualista.


Um grande abraço meus amigos



Time de Congonhinhas disse...

Bom dia Burgos, falo com todo respeito de espírito livre que busca apenas a verdade, não como um bucha de canhão de alguma ideologia.
Mas não seria também os EUA um país progressista no governo Obama?
Visto que os EUA estão aos poucos legalizando a maconha, é um país que está tendo muitos avanços nas defesas de minoria e está até criando programas sociais, etc.
Por isso, com todo respeito a você, longe de mim hostilizar uma opinião dissidente, acho difícil de acreditar numa tentativa americana de por fim a governos progressistas na América Latina, visto que tanto a Dilma quanto o Lula foram grandes parceiros do EUA.
Não sei, sempre fui muito de acreditar em teorias de conspiração, mas ultimamente está sendo mais difícil.
Grande abraço a você e boa sorte com seu blog

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...