Minha lista de blogs

terça-feira, 13 de novembro de 2012

Guardiões do Mar?



Impressionante a forma conformada que a ONG Sea Shepherd (Guardiões do Mar)  anunciam a notícia abaixo sobre a Marinha dos Estados Unidos , me faz lembrar sobre o vazamento da Chevron no Brasil  e o destaque que esta ONG deu sobre o caso, que em vez de culpar a Chevron pelo vazamento resolveu condenar o Brasil e fazer política declarando:  

"o único ato do governo em prol da vida marinha foi o movimento de apoio ao ex-presidente Lula, pois, afinal, Lulas são espécies marinhas".


Vejam a notícia no site Sea Shepherd sobre os exercícios de teste de armamento explosivos da Marinha dos EUA no Atlântico e Pacífico mostrado com conformismo e subserviência pela ONG.
----------------------------------

Marinha dos Estados Unidos espera realizar exercícios de teste e treinamento no Atlântico e no Pacífico, que envolverá sonares e explosivos de diferentes tipos
Entre 2014 e 2019, a Marinha dos Estados Unidos espera realizar exercícios de teste e treinamento no Atlântico e no Pacífico, que envolverá sonares e explosivos de diferentes tipos.

Ao longo dos anos, a Marinha foi forçada a reconhecer que a ciência demonstrou claramente: o ruído gerado pelo sonar e detonações subaquáticas pode matar mamíferos marinhos, como baleias e golfinhos, e perturbar o sua alimentação, criação e migração. Na preparação para os seus próximos exercícios, a Marinha pediu ao National Marine Fisheries Service aprovação para “tomar” um número de mamíferos marinhos – “tomar” é o termo amplo para tudo, desde matar essas criaturas até perturbar seus hábitos.

Isso tudo soa como deveria ser, com a Marinha solicitando permissao da agência, como exigido por várias leis que protegem mamíferos marinhos e as espécies ameaçadas de extinção. Mas os números dizem outra coisa. Em suas áreas de teste no Atlântico, no Golfo do México e do Pacífico, a Marinha estima que, entre 2014 e 2019 vai “tomar” cerca de 33 milhões mamíferos marinhos – de baleias azuis aos elefantes marinhos.

A maioria dessas criaturas será perturbada, de alguma forma, mas não ferida ou morta. Mas os danos ainda podem ser consideráveis. O som viaja muito mais rápido através da água do que através do ar, ampliando o seu impacto, e muitos dos sons que a Marinha planeja gera queda nas freqüências mais prejudiciais para os mamíferos marinhos. Mais de cinco milhões deles podem sofrer ruptura de tímpanos e perda auditiva temporária, por sua vez, interrompendo padrões normais de comportamento. Como muitos 1800 pode ser mortos imediatamente, seja por teste ou por ataques de navios.

A Marinha está a decorrer com base em uma decisão da Suprema Corte 2008, em que o Chefe de Justiça John Roberts Jr., escrevendo pela maioria, argumentou que o interesse público em nossa defesa militar fez pender a balança “fortemente em favor da Marinha.” Nós discordamos, assim como as organizações ambientais que processou a Marinha no passado. Talvez o mais alarmante é a conclusão da Marinha – depois de uma lista exaustiva de possíveis lesões e as incertezas envolvidas no seu cálculo – que “os impactos sobre as espécies de mamíferos marinhos e estoques seria insignificante.” Isso é pensamento positivo, na melhor das hipóteses.

A Marinha diz que os exercícios são necessários para testar a sua disponibilidade e sistemas de armas, e que promete fazer todos os esforços para atenuar as consequências adversas para os mamíferos marinhos. Mas o caos sonoro que a Marinha pretende infligir sobre os oceanos deve ser acrescentado à longa lista de outras ameaças que estes mamíferos enfrentam, alguns dos quais, como a baleia do Atlântico Norte, estão na lista de espécies ameaçadas de extinção. Um dano simplesmente inaceitável.


------------------------------------------------

  
Faço uma pergunta a esta ONG:
  
O Instituto Sea Shepherd diz que preserva um bem comum que pertence a todos: o mar e a sua biodiversidade

A luta contra a pesca de baleias por navios japoneses é totalmente combatida pela ONG, inclusive mostrados em programas televisivos patrocinados pelos grandes investidores dos EUA,  qual a campanha que está ONG está fazendo contra este tipo de "exercício" militar do governo dos EUA?   

Não tenho visto campanha em lugar algum.

Então chego à conclusão que pescar baleias no Antártico a ONG Sea Shepherd condena, mas matar a vida marinha com armamentos explosivos pela marinha dos EUA no Pacífico e Atlântico é aceito conformadamente pela ONG.

Ou será que a ONG aceita tranquilamente este tipo de coisa para não perder seus patrocínios e suas doações?


Será que veremos o Comandante Paul Watson montado em seu barco Godzilla e comandando o restante de sua frota de barcos contra a Marinha Norte-Americana? 

Ou essa atividade é somente contra os japoneses?



Abaixo imagens de testes de armamentos bélicos que já foram realizados no mar, e em nenhuma delas vemos ONGs tentando impedir ou proteger a vida marinha.




Fonte: Sea Shepherd
Imagem: Google (colocadas por este blog)

Um comentário:

Aldo Luiz disse...

É INIMAGINÁVEL o fundo do poço da loucura dessa gente. Este é o famoso POÇO SEM FUNDO... Arre! Sinto muito, sou grato.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...