Minha lista de blogs

sábado, 15 de setembro de 2012

Mehran Keshe: Solucionar todos os problemas do mundo com o reator de plasma





Do Blog Caminho Alternativo


O artigo de hoje é sobre a Fundação Keshe, criada por um engenheiro nuclear iraniano chamado Mehran T. Keshe, cujo objetivo, como foi definido públicamente, é desenvolver conhecimentos científicos no campo das novas tecnologias para os múltiplos problemas do mundo através da utilização de reatores de plasma desenvolvidos por eles e, como dizem, poderiam solucionar, entre outras coisas, a fome no mundo, a escassez de água, as doenças e permitir as viagens no espaço livremente para os seres humanos.

Na informação que nos chega geralmente caem elementos que estão dirigidos à estratégia da “decepção”. Se escutamos de dez empresas ou cientistas que nos falam de um desenvolvimento que “mudará o mundo” e nenhum deles nada relevante faz com o passar do tempo, quando surge um que diz o mesmo um pouco depois, as pessoas por desgraça está olhando para outro lado. É inevitável. Porém, aqui parece existir alguns bons indícios de que isto é algo sério e de que Keshe e sua fundação falam seriamente.



Mehran Tavakoli Keshe
Fascinante também é o fato de que Keshe seja iraniano, justo agora quando estamos às portas de um conflito militar criado na região com possibilidades de extender-se a todo o planeta e com navios de guerra americanos se dirigindo às costas da Líbia depois de um evento que possui claramente a marca dos serviços de inteligência, pois o ataque se organizou simultâneamente em vários países contra as embaixadas americanas e, em particular, em Benghasi. Todo o mundo parece coincidir em que o ataque foi planejado com antecedência, e que o vídeo com insultos à Maomé, não foi mais que um pretexto para atacar. Mas os meios falam (‘cacarejam’) de “simpatizantes” de Kadhafi ou da Al-Qaeda como culpados desta ação que acabou com a vida do embaixador líbio. Não entendo por que às vezes não poderiam pensar em “simpatizantes” da CIA/MI6 e/ou do Mossad israelense. Embora não fosse mais que para variar e deixar de desinformar os leitores.

A realidade é que há meses que as pessoas que vivem em Israel compram máscaras anti-gás e equipamentos especiais porque seu próprio governo criou o clima dentro e fora de suas fronteiras para que entendam que “um ataque do Irã é inevitável” e que “a guerra contra Irã é inevitável” . Também é certo que lhes é “vendido” que a guerra durará 5 días e que existirá em Israel não mais de 500 baixas. Mas a questão é que é bastante evidente que o clima para uma confrontação com Irã e seus aliados esteve em espera e buscando durante tempo por parte da facção sionista mais radical que controla Israel. A assinatura inconfundível dos serviços de “inteligência” aparece claramente.

A autoria desse famoso vídeo contra Maomé, que se supõe é o pretexto para um ataque a uma nação, é um autêntico mistério. Curioso, quando poderiam saber até de que cor é nossa roupa interior antes de que subamos um vídeo ao Youtube. Se supunha que o produtor do filme era um produtor de cinema israelense, mas resulta que o personagem é totalmente desconhecido para todos.

Na minha opinião, tudo indica que esse é o “empurrãozinho” que o Mossad necessitava dar às facções antibelicistas norteamericanas para que se decidam definitivamente a acompanhá-los em sua louca aventura de iniciar uma Terceira Guerra Mundial, esse Armagedón que as facções da ultradereita que controlam Israel e práticamente Estados Unidos, desejam como passo prévio necessário à vinda de seu messías.

Neste marco da atualidade, incomparável, temos a um cientistas iraniano assegurando que desenvolveu a tecnologia que permitirá liberar a toda a humanidade e que, aparentemente, não está obsecado com a idéia de ficar rico com seu invento.

No passado 6 de setembro, a Fundação Keshe fez uma apresentação de tal tecnologia para o pessoal do governo e das embaixadas que quisesse assistir. O próximo 21 de setembro ocorrerá outro convite, que não está direcionado ao público em geral. Não é que apresentem suas tecnologías e funcionamento, senão irão mostrar em que ciência estão baseados esses desenvolvimento tecnológicos. Para que tenhamos uma ideia, a primeira próxima apresentação será sobre os desenvolvimentos de Nicola Tesla, a seguinte sobre a esclerose múltipla e a que virá depois sobre tecnologia de plasma. A essa apresentação enviaram convites a todos os especialistas mundiais nos respectivos campos para que possam trazer seus conhecimentos nas áreas e compará-los com os desenvolvimentos e descobertas de Keshe.

Keshe disse claramente que não dirá nunca onde e quando mostrará alguma de suas tecnologias nem darão uma mensagem deste tipo por antecipação. A última vez que anunciaram que iriam mostrar tecnologia espacial, receberam aos inspetores nucleares e a polícia, que compareceram a seu laboratório e lacraran o material de uma demonstração no passado 25 de novembro de 2011. Nunca a Fundação Keshe obteve uma licença na Bélgica, onde reside a Fundação, para poder realizar uma demostração nem a público aberto, nem a uma audiência determinada. Dado que não obtiveram uma licença das autoridades belgas, para evitar colocar a Fundação em problemas legais, tem que evitar a todo custo de realizar qualquer demostração de tecnologia.

Como sabemos todos perfeitamente e há muito tempo, este tipo de tratamento aos inventores de novas tecnologias verdadeiramente revolucionárias (neste caso, estaríamos falando da Tecnologia que revolucionaria tudo absolutamente) é o habitual e a razão que esta tecnologia inventada há um século ainda não é parte de nossas vidas. Keshe culpa aos Estados Unidos em parte por estes obstáculos, argumentando que essa nação “está enciumada” de sua tecnología que está 50 anos à frente do que conhecemos.

O inventor, que assegura ter desenvolvido as tecnologias do gerador de energia livre, propulsão e anti-gravidade, está sendo já fraudulentamente respresentado por um alemão chamado Ad Van Den Elshout que não tem autorização nenhuma de Keshe para representá-lo. Não contente em fazer isto ilegalmente, o alemão diz que ele está envolvido na investigação de armas nucleares, algo que Keshe não faz em absoluto. Uma forma de que o legítimo dono dessas tecnologias acabe na prisão? É evidente que sim, ouviremos muitas coisas que tratarão de escurecer nesta história para que não nos permitam acreditar que isto é possível. Creio sinceramente que uma forma de ajudar a Keshe em seu trabalho é nos interessar pelo que faz e não esquecer esta história.

Mehran Tavakoli Keshe diz ter inventado uma tecnologia tão avançada que pode neutralizar qualquer arma, de qualquer tipo a certa distância, e como nesta notícia de seu blog afirma, a tríade nuclear do planeta (EEUU, UK e França) não pode ter êxito, já que qualquer ataque contra seu país natal, Irã, o qual já dispõe desta tecnologia há tempos, pode ser detido fácilmente.

Keshe assegura que suas tecnologías de propulsão e de energia estão muito à frente das tecnologias nucleares. Se encarregou de distribuí-las pelo planeta no caso de que algo ocorra a ele pessoalmente, essa é sua medida de proteção.







Fonte: Trinity a Tierra  

Comentário do blog Caminho Alternativo:

Nikola Tesla é o verdadeiro gênio por trás da tecnologia de energia livre, cujas descobertas libertaria a humanidade da escravidão em que vive se não fosse a elite sionista que escraviza a humanidade através dos bancos e das corporações do petróleo.

Graças à proposital dependência do petróleo, somos mantidos como uma civilização tecnologicamente atrasada, destruidora do meio ambiente e pobre espiritualmente.

Não precisamos de petróleo, nem de usinas hidrelétricas, estes são pretextos para nos manter escravos pagando por energia que poderíamos ter livremente se não fosse por uma camarilha de famílias sionistas como os Rothschild, Rockefeller e Morgan.

O assassinato de Tesla, e o confisco de todos os seus documentos pelo FBI, foi justamente para impedir que esta tecnologia de energia livre chegasse a todos os seres humanos. Existem vários artigos tratando deste assassinato, como este do Veterans Today, que mostra o guarda-costas de Adolf Hitler chamado Otto Skorzeny como o executor do crime. Porém, em diversos outros artigos, descobrimos os mandantes, que eram aqueles que ná época viram seus interesses financeiros ameaçados pelos inventos de Tesla, eram Henry Ford, os Rockefeller e J.P. Morgan.

Adam Trombly nos revela o motivo de terem assassinado Nikola Tesla:

Nikola Tesla foi finalmente assassinado em 1943, quando ele tentou fazer contato com a FDR sobre ‘extração de energia do ativo médio “atualmente conhecido como o” vácuo do espaço-tempo “(em seu estado virtual) e ZPE (energia do ponto zero, no estado observável). Ele obviamente temia que Einstein fosse capaz de influenciar a FDR para mobilizar o “paradigma da energia atômica” com um enorme esforço “governamental”, em seguida, possivelmente Tesla teria permitido apenas um programa para ‘energia do ativo médio “atualmente conhecida como “energia do vácuo“.

E aí está a verdade! Tesla foi assassinado por famílias sionistas, as mesmas que dominam o planeta atualmente e que são constantemente citadas no blog. Estes são os que mandam de fato no mundo, os que estão na cúpula da pirâmide Illuminati.

Outro detalhe importante, o patrocidador de Nikola Tesla era um milionário chamado John Jacob Astor IV, dono do Waldorf Astoria. Os sionistas não satisfeitos em matar Tesla, mataram também este indivíduo. Adivinhe aonde? No titanic!

Agora o leitor já sabe que Tesla foi assassinado para que a humanidade permanecesse escrava do petróleo, que é controlado por meia dúzia de famílias sionistas, sabe também que o naufrágio do Titanic não foi um acidente, foi um atentado para matar John Jacob Astor IV(encomendado por J.P.Morgan) e que toda vez que uma pessoa paga a sua conta de energia elétrica e abastece o carro em algum posto é devido à este complô sionista de escravidão humana projetado por uma meia dúzia de famílias de banqueiros e donos de corporações energéticas.

E para finalizar, fica ainda mais em evidência o Irã, que se for verdade a informação de que possui esta tecnologia que lhes permite se defender de ataque nuclear, não a tenha usado para atacar ninguém, nem a Israel, simplesmente a possuem para se defender. Mais uma pá de cal nas mentiras sionistas de Israel de que o Irã é uma ameaça ao mundo. Muito pelo contrário, o Irã pode estar no alvo de Israel não só pelo seu petróleo, mas também devido às intenções de Keshe em divulgar tecnologia de energia livre para a humanidade.





Fonte: Trinity a Tierra, retirado do blog Caminho Alternativo

5 comentários:

Tibiriçá disse...

Burgos, essa notícia é muito boa pricipalmente pelas expectativas que traz para nós. Porém acho que seja difícil que nos seja dado o conhecimento tecnológico para o desenvolvimento auto-sustentável, pois temos muitos interesses econômicos antagônicos a essa iniciativa. E a economia baseada na indústria do petróleo é uma delas até porque junto à indústria petrolífera temos centenas de outras atividades que dependem economicamante desse modelo energético.


walner disse...

Burgos,

Em sendo verdade o domínio de tal tecnologia, digo que infelizmente os planos já foram traçados e creio que nada vai mudar seu curso. Como a própria fundação informa, poucos se fizeram presentes nas demonstrações. Com certeza por puro boicote. Esse sistema jamais provará nada que o envenene. E uma tecnologia como a descrita é veneno puro para aqueles que bancam e controlam os processos democráticos no planeta.

Sabe o que me deixa intrigado? O fato de que poucos blogues dão espaço para este e um outro assunto que entrou no meu correio eletrônico esta semana: avaaz me envio e-mail pedindo assinatura para travar um plano globalista chamado Transpacific Partnership (TPP). As críticas nos comentários têm como foco avaaz, que com certeza se trata de locupletação de uns poucos através de doações, mas te pergunto e daí? O fato existe:

www.youtube.com/watch?v=xNa2kKF-6CU

Cheguei a ler num blogue um dossiê sobre avaaz e o cara passou por cima do que era pra ter sido o foco de sua atenção o tal TPP, para se fixar na malandragem do cara que criou o avaaz. Vivemos criticando o diversionismo, a falta de foco da sociedade e por vezes agimos da mesma forma. Eu fiquei muito impressionado com o plano executado na moita. Ele, a princípio, atinge alguns países afinados com a questão globalista, mas pode perfeitamente ser um prenuncio de uma ação muito maior. Acho que devemos estar atentos.

Voltando à F. Keshe: parodiando a música, "What a beautiful world this would (will) be". Embora saiba que para alguns mundo perfeito só estando ao lado de Jesus, e que sonhar com um mundo mais justo e melhor seja coisa do cramunhão.

Abraços meu coman... hã, hã, quero dizer permissão para me retirar senhor!

BURGOS disse...

Walner

Transpacific Partnership (TPP), vou me informar a respeito e tão logo que puder colocarei um post sobre isso.
Se estão escondendo significa que boa coisa não é.


Um grande abraço meu amiguirmão

walner disse...

Burgos,

Este o correio eletrônico que me foi enviado:

Vazaram informações sobre um acordo secreto de algumas empresas para dominar o mundo de forma nunca antes vista! O acordo ameaça tudo que nos é importante: desde a Internet livre a regulamentações ambientais, passando pelo direito à saúde, e temos apenas 3 dias para impedí-lo.

As grandes empresas têm um novo plano para encher seus bolsos: um acordo global apoiado em um tribunal internacional para colocar esse acordo em prática, mantido em segredo por anos (até mesmo de nossos legisladores!) e logo cairá como uma Estrela da Morte sobre nossas democracias. A indústria do Tabaco, do Petróleo, a Farmacéutica, o Walmart e quase 600 lobistas representando as empresas privadas estão se debruçando sobre o rascunho do acordo -- incluindo limites para as leis de fumo e tabaco, medicamentos baratos e liberdade de expressão na Internet.

A última rodada de negociações termina em apenas 3 dias -- mas protestos em cada um dos nossos países pode abalar a confiança dos negociadores e afundar as negociações para sempre. Vamos nos unir em um milhão de vozes contra o domínio do mundo pelas empresas. Assine abaixo e encaminhe para todos. A Avaaz vai projetar nosso contador de assinaturas nas paredes da conferência pra que os negociadores vejam a oposição que existe a este plano em tempo real:

http://www.avaaz.org/po/stop_the_corporate_death_star/?bXxDxcb&v=17891

O acordo, chamado de Trans-Pacific Parnership (Parceria Transpacífica), foi escrito para proteger os investidores de qualquer regulação governamental, mesmo que essa regulação tenha por objetivo a defesa do interesse público. Versões do texto do acordo que vazaram sugerem que o TPP colocaria em risco as proteções para a segurança do ar e das águas, re-apresentaria medidas vindas dos EUA de ataque à liberdade da Internet, além de esmagar os esforços para a produção de medicamentos a preços justos. Pior ainda, os legisladores que não se adequarem às regras do TPP enfrentariam sanções em um tribunal internacional -- um espaço onde as empresas poderão nos processar por acordos que governos passados assinaram secretamente!

Os negociadores dizem que o TPP é apenas um acordo de comércio, criado para facilitar o investimento e gerar lucros para todos. Mas os rascunhos que vazaram impõem tantos limites às proteções dos cidadãos, que é claro que esse acordo "de comércio" tem um viés: colocar os lucros empresariais acima das necessidades das pessoas. Isso não é uma surpresa, já que o texto do acordo foi rascunhado em segredo com a participação de quase 600 lobistas representando empresas privadas.

Mas há uma esperança: a Austrália está resistindo contra o sistema de um tribunal internacional, e a Nova Zelândia está protestando a favor das medidas que garantem preços acessíveis para remédios. Uma oposição popular gigantesca, que questione a capacidade de cada país de aprovar o TPP em seus contextos nacionais, pode fazer descarrilhar as negociações de uma vez por todas. Assine a petição agora e encaminhe para todos -- os representantes de países e lobistas estão observando a onda de oposição crescendo em tempo real:

http://www.avaaz.org/po/stop_the_corporate_death_star/?bXxDxcb&v=17891

A candidata a senadora dos EUA, Elizabeth Warren, disse em um recente discurso: "Empresas não são pessoas. Pessoas têm coração, filhos, empregos, elas adoecem, choram, dançam. Pessoas vivem, amam e morrem. E isso importa, pois não governamos esse país para as empresas, mas sim para as pessoas." Vamos alcançar um milhão de vozes e impedir a dominação das empresas sobre nossos governos.

Com esperança,

Iain, Pedro, Laura, Ari, Emma, Lisa, Luca, Ricken e toda a equipe Avaaz.

walner disse...

Burgos,

Este quartel tá a maior esculhambação: soldado dando serviço pro comandante fazer!?

Permissão pra me retirar senhor!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...