Minha lista de blogs

quinta-feira, 16 de maio de 2013

A "DEMONIOCRACIA" que os EUA, Israel, França, Reino Unido e a ONU querem para a Síria




O presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, e o primeiro-ministro do Reino Unido, David Cameron, decidiram nesta segunda-feira aumentar a pressão sobre o "ditador" da Síria, Bashar al-Assad, e dar mais ajuda aos rebeldes terroristas sírios.




Abaixo um vídeo estarrecedor dos rebeldes (terroristas) sírios, que são patrocinados por:


EUA

Israel
França
Reino Unido
ONU


Vídeo de um comandante rebelde sírio arrancando e mordendo o coração de um soldado é emblemático de uma guerra civil que se transformou rapidamente numa batalha de ódio sectário e assassinatos por vingança, disse a organização humanitária Human Rights Watch nesta segunda-feira.

O grupo com sede em Nova York disse que um vídeo amador postado na internet no domingo mostra Abu Sakkar, um dos fundadores da Brigada Farouq conhecido por jornalistas como um rebelde da cidade de Homs, cortando o peito de um soldado morto.

O vídeo provocou indignação tanto entre os partidários do presidente sírio, Bashar al-Assad, como entre figuras da oposição.


"Juro por Deus, vamos comer seus corações e seus fígados, seus soldados de Bashar, o cão", diz o homem para companheiros fora de quadro no vídeo que aplaudem e gritam "Allahu akbar (Deus é grande)".

O conflito sírio começou com protestos pacíficos em março de 2011, mas estes foram suprimidos gradualmente por uma guerra civil cada vez mais sectária que, de acordo com um grupo de oposição, já custou mais de 80 mil vidas.

Peter Bouckaert, da Human Rights Watch, disse que tinha visto uma cópia do vídeo original não editado e que a identidade de Abu Sakkar foi confirmada por fontes rebeldes em Homs e por imagens dele em outros vídeos usando o mesmo casaco preto, assim como no mais recente vídeo, e com os mesmos anéis em seus dedos.

"A mutilação dos corpos dos inimigos é um crime de guerra. Mas a questão ainda mais grave é a descida muito rápida a uma retórica sectária e à violência", disse Bouckaert.

Ele disse que, na versão não editada do filme, Abu Sakkar instrui seus homens a "abater os alauítas e levar seus corações para comê-los", antes de ele próprio morder o coração.







Esse é o tipo de "insurgente" que fará parte do novo governo da Síria se o Presidente Bashar al-Assad for deposto. 




Fonte: Libertar, Google
Imagem: Google

4 comentários:

Antonio Cristovao disse...

Bem apontado. Gostava de perceber melhor quem anda a movimentar estes pobres e tristes "democratas" e com que intenção. Na Libia ou Iraque foi bem claro o dedo dos ladroes de petroleo. Tanto assim que as campanhas maciças nos media "livres" de referencia arrefeceram como que por chamamento magico. Quem sabe mais informe qual a central de onde as noticias partem e quem controla? para percebermos quem controla a fabricaçao de armas de destruição maciça e as evapora depois.

Vapera disse...

Caro Burgos,
Quando não agimos diante de uma agressão injusta a outrem estamos legitimando essa agressão a nós!!
Temos como exterminar esses lixos, basta interrompermos consumo!!!
Se não agirmos agora, essa corja não vai parar, e virá para cá!!
Precisamos ser xenófobos com os imperialistas, xenófobos e atuantes!!
Exterminemos os exemplares dessas ideologias na fossa brasilis e o resto fica fácil.
O que acontece lá sempre aconteceu aqui, e não reagimos, não reagiremos agora...
Pagamos por sermos covardes.
É só ver o que são os "gayrreiros" seguidores do "ala é grande", o que por si já é bem estranho, gostar de "coisas grandes"!!!
Tem um ditado que foi cunhado para a polícia mas que é pertinentíssimo em casos de milícias: "quando alguem não presta para nada, e também não tem coragem para ser bandido, vira mercenário dos politicamente corretos"!

Um grande abraço meu amigo!

Fada do bosque disse...

Meu amigo querido

O Brasil assim como aàfrica está na mira dos globalistas. A Europa está aserdizimada, mas de uma outra forma. Quanto ao Brasil, possuidor de riquezas imensas, não sei como será, não.

O problema é que os líderes carismáticos são sempre alvos a abater, especialmente nos países a saquear. Embora a Síria não possua riquezas, dá abrigo a facções religiosas inimigas de Israel. Enquanto não arrasarem o País, não pararão. Só quem anda a nanar é que ainda não reparou, que Israel está a provocar a tal guerra santa que tanto deseja para extermínio dos povos.

Um abraço e tudo de bom.

Fada do bosque disse...

Más notícias para o Brasil:

A 11ª rodada de licitações do petróleo, hoje, é novo marco na descida do Brasil para a condição de país de escravos.

http://inacreditavel.com.br/wp/brasil-leiloado/

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...