Minha lista de blogs

segunda-feira, 3 de março de 2014

Obama, Kerry, militares ucranianos, Yulia e Klichko



Foi interessante, nas últimas horas, observar as reações à decisão russa de total prontidão para usar força militar na Ucrânia. Vejamos, uma a uma. 

Obama e Kerry: Sinceramente, não esperava grande coisa, mas estou impressionado com a total falta de conexão entre a Casa Branca e o mundo real. Para impedir Putin de usar força militar, a Casa Branca resolveu ameaçá-lo de boicotar a próxima reunião do G8 na Rússia.  Buuuuuuu!! Agora, sim, Putin ficou tremendo de medo. Não, não ficou.

Ouvindo o Idiota-em-Chefe e seu Secretário de Estado, é realmente inacreditável que a dupla insista em investir todo o peso e a credibilidade dos EUA, num governo que até o próprio Iatseniuk  já chamou de "governo kamikaze". 


Qualquer pessoa com QI igual ou superior à temperatura ambiente entende que o chamado "governo ucraniano" está condenado a fracassar e fracassará, simplesmente porque literalmente não tem dinheiro para fazer *coisa alguma*. E os doidos em Washington só fazem apoiar esse regime moribundo.

O exército ucraniano: Com certeza, não há quem não tenha ouvido ou lido que o exército ucraniano está em alerta máximo, para repelir qualquer agressão russa. É risível. É cômico. Absolutamente NÃO EXISTE EXÉRCITO UCRANIANO.  

Há um monte de ferro velho, amontoado por lá; há várias unidades basicamente com treinamento-zero; e só umas poucas unidades capazes de níveis mais alto de prontidão para combate. Sabem como é que se chama isso, em termos militares? Chama-se *ALVO*. 

Também suspeito de que, por mais que políticos ocidentais e aqueles doidos ucranianos falem de forças armadas ucranianas, os próprios oficiais lá, e até os soldados, sabem perfeitamente que, ali, estão como alvos. 

Assim se explica a sábia decisão da nave-madrinha da Marinha Ucraniana, a fragata Hetman Sahaidachny, que rapidamente mudou de lado, em vez de voltar para casa (segundo os últimos informes, está no leste do Mediterrâneo).  Espero que todos saibam que a simples ideia de que os ucranianos estariam desenvolvendo bombas atômicas é piada. Então, não perderei tempo com isso agora.

Yulia e Klichko: Como eu já suspeitava, desde que a vi, histérica, na praça Maidan, Yulia está claramente perdida; suas declarações sobre a crise comprovam, para mim, que ela 'mandou dizer que não está em casa'. Diferente dela, porém, e para minha grande surpresa, foi Klichko quem apareceu com a proposta mais sã: quer criar uma comissão especial em Kiev encarregada de negociar uma solução pacífica para a atual crise entre Kiev e Moscou. 

Diferente do palavreado histérico de Yulia, a declaração de Kichko veio sem arroubos, xiliques ou apelos líricos. Foi pragmático, praticamente um executivo-gerente. Sabe-se lá. Talvez ele consiga alguma coisa. Porque tenho certeza de que, enquanto os doidos de Kiev não usarem a força no leste ou no sul da Ucrânia, os russos permanecerão em alerta máximo, mas do seu próprio lado da fronteira.



3/3/2014, The Saker, The Vineyard of the Saker 

Texto original:
http://vineyardsaker.blogspot.com.br/2014/03/obama-kerry-ukrainian-military-yulia.html


Fonte: Pravda
imagens: Google (colocadas por este blog)


6 comentários:

taawaciclos disse...

Olá Burgos!

no que toca às forças armadas... As da Ucrânia são pelo que li neste relatório muito parecidas com as Tugas!

E posso resumir assim o que acho de ambas:
AHAHAHAHAHAHAHAHHAHAH...AHAHAHAHAHAHA

São meras organizações onde uns quantos tipos de elevadas patentes se vão servindo dos dinheiros públicos em benefício próprio... E onde os indivíduos de baixa patente fazem pela vidinha!

Bjhs e festinha
VOZ

Rogerio G. V. Pereira disse...

Boa Malha!
(como vou dizendo por lá)

Octopus disse...

Amigo Burgos,

As ameaças militares não passam disso, de ameaças. Ninguém, no seu bom senso, está interessado numa guerra.

Tudo isto não passa de uma demonstração de força como os putos nas escolas: olha que eu sou o mais forte, não, não seu eu.

A "guerra" está-se a jogarr no plano estratégico e económico. Essa é a verdadeira guerra.

Um abraço

BURGOS disse...

Voz

Muito bom te ver por aqui meu amigo, obrigada pelo link.

Um grande abraço deste cão que sempre ouve a Voz deste amigo.

BURGOS disse...

Obrigado Rogério.

Um grande abraço meu amigo

BURGOS disse...

Octopus

Com certeza meu amigo, tudo estratégia, chantagens e muito interesses financeiros.

Um grande abraço meu querido amigo

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...