Minha lista de blogs

sexta-feira, 12 de outubro de 2012

União Europeia ganha o Prêmio Nobel da Paz


Em plena tormenta, um Nobel da Paz para a União Europeia


(O presidente da Comissão Europeia (órgão executivo da União Europeia), José Manuel Barroso, assinalou nesta sexta-feira que "é uma grande honra" para a UE ter sido agraciada com o prêmio. Barroso fez a declaração em seu pronunciamento para a imprensa, ao mesmo tempo em que destacou que a UE conseguiu reunir 27 países sob os valores "do respeito, do império da lei e dos direitos humanos".)

A União Europeia é a vencedora do Prémio Nobel da Paz 2012 pelo seu papel histórico na união do continente. O anúncio foi feito esta sexta-feira, às 10h, pelo Comité Nobel.


A decisão, tomada por unanimidade, foi justificada com o contributo que a União Europeia deu para a paz na Europa, para a reconciliação entre os países e a consolidação da democracia e da paz, disse o presidente do Comité Nobel, Thorbjoern Jagland, que é também secretário-geral do Conselho da Europa e um defensor da entrada da Noruega na UE.


O presidente da Comissão Europeia (órgão executivo da União Europeia), José Manuel Barroso, assinalou nesta sexta-feira que "é uma grande honra" para a UE ter sido agraciada com o prêmio. Barroso fez a declaração em seu pronunciamento para a imprensa, ao mesmo tempo em que destacou que a UE conseguiu reunir 27 países sob os valores "do respeito, do império da lei e dos direitos humanos".


“Estamos profundamente sensibilizados e honrados pelo facto de a União Europeia ter recebido o Nobel da Paz. A reconciliação é a essência da UE. É um projecto único que substituiu a guerra pela paz, o ódio pela solidariedade", disse o presidente do Parlamento europeu, o alemão Martin Schulz, que foi o primeiro a reagir à distinção.

O Comité Nobel mencionou o papel da União Europeia como instituição agregadora do continente europeu após a II Guerra Mundial. Foram também mencionadas as adesões, na década de 1980, de Portugal, Espanha e Grécia, após o desmoronar das respectivas ditaduras.

"A UE atravessa graves dificuldades económicas e uma considerável convulsão social. O Comité do Nobel deseja centrar-se no que considera ser o resultado mais importante da UE: o sucesso da luta pela paz e pela reconciliação e pela democraia e direitos humanos. O trabalho da UE representa a fraternidade entre as nações o que equivale a uma forma de 'congresso de paz', o que corresponde ao critério que Alfred Nobel deixou no seu testamento em 1895", disse Jagland.

Jacques Delors, antigo presidente da Comissão Europeia, explicou que este prémio é "uma mensagem moral e política". "Moral no sentido em que saúda os países que, reconhecendo a sua atitude do passado, fizeram a paz entre eles. Política num momento em que há muitas críticas, muitas estatísticas, prognósticos desfavoráveis à UE", disse. Apesar de os últimos anos terem sido extremamente difíceis - prosseguiu Delors -, o prêmio mostra que os valores da solidariedade e da confiança podem ajudar a fazer um mundo melhor".

O antigo chanceler alemão, Gerhard Schroeder, considerou a decisão do Comité Novel "acertada" e disse que o prémio é um "encorajamento" aos europeus. "Surge na altura certa para [se defender] a unidade e se apoiar os poderes que lutam por uma maior integração".

A actual chanceler, Angela Merkel disse que se trata de um prémio que "encoraja" a Europa a manter um projecto que pacifica o continente.

Uma voz dissonante foi a de Nigel Farage, líder do Partido Independente da Grã-Bretanha: "Isto mostra que os noruegueses têm sentido de humor. A União Europeia só pode estar a receber um prémio de paz já que se houve coisa que não criou foi prosperidade. (...) Nos últimos dois anos, a UE criou grande animosidade entre os povos do SUl e do Norte da Europa".

O Nobel tem um valor monetário de 1.2 milhões de dólares (cerca de 930 mil euros) e será entregue em Oslo, a capital norueguesa, no dia 10 de Dezembro. Poderá ser recebido por uma destas pessoas, ou pelo conjunto: Durão Barroso (português, presidente da Comissão Europeia), Herman Van Rompuy (belga, presidente do Conselho Europeu) ou Martin Schulz.

Entre 1901 e 2011 foram distinguidos com este prémio 124 pessoas, das quais 15 mulheres. De acordo com o testamento de Alfred Nobel, que deixou parte significativa da sua fortuna para este fim, o Prémio Nobel da Paz deverá ser atribuído “à pessoa que tiver feito mais ou melhor pela união entre nações, abolição ou redução de exércitos e pela promoção da paz”.


"Um reconhecimento muito bem-vindo para a União Europeia por seu papel único como força da paz e da estabilidade entre 27 países e 500 milhões de habitantes", assinalou a vice-presidente e comissária europeia de Justiça, Viviane Reding.

A UE é uma união política e económica e a sua origem está na Comunidade Europeia do Carvão e do Aço. Desta nasceu a Comunidade Económica Europeia, formados por seis países em 1951, que se transformaria depois em União Europeia.

Há 50 anos que o segredo sobre o vencedor deste prémio não era violado, mas 2012 fica para a História como um ano em que houve uma fuga de informação. Uma hora antes do anúncio oficial, a agência britânica Reuters já dava conta do vencedor, citando informações emitidas pela televisão norueguesa NRK.O Nobel da Paz é o quinto prémio atribuído nesta semana, depois dos galardões relativos à Química, Física, Medicina e Literatura.


Após ser divulgada a concessão do prêmio, a Comissão Europeia felicitou todos os cidadãos europeus também por meio de uma mensagem na rede social Twitter.





Fonte: Publico

Imagem: Google  


8 comentários:

Octopus disse...

Burgos,

Isto é demais, não há volta a dar, para mim é um nojo.

Já sabia-mos que que esta treta dos Nobel são uma farsa, basta ver os da literatura, um dos mais importantes, que são atribuídos a "dissidente", mas esta é demais, só confirma como não quer a coisa mais do mesmo.

Vergonhoso!

voz a 0 db disse...

Olá Burgos...

Acho que o melhor que fazemos é nem divulgar nem dar importância a estas máquinas robóticas que existem no comité do nobel...

É dar-lhes uma importância que eles não têm...

Mas se olharmos para a lógica do prémio da Paz, a seguir ao Obama vir a UE é perfeitamente lógico...

Bjhs e Festinhas

BURGOS disse...

Octopus

Esse prêmio foi dado a UE para subestimar a inteligência de todo o povo europeu, essa desgraçada da Merkel vai levar o "prêmio nobel da paz", achando que o povo europeu é palhaço.
O prêmio Nobel da Paz agora é só para aqueles que conseguem tirar a Paz do povo, o mesmo caso do desgraçado Obama.

Força companheiro, vamos denunciar o mais que pudermos essa farsa para iludir o povo.

Os gregos devem estar querendo ainda mais a cabeça da Merkel.

Um grande abraço meu amigo

Rogério Pereira disse...

Pumba, num olho da Grécia
Pumba, num olho de Itália
Pumba, num olho da Espanha
Pumba, num olho de Portugal
A Europa do sul, em vez de paz tem pumba...
E pumba não é paz...

A Europa implode a Europa pobre, e é isso que é nobilizado?

Marcelo M. Santos disse...

Nobel da Paz vale menos que lixo.
Só falta agora premiar iSSrael para completar a palhaçada.

BURGOS disse...

Voz

Só falta o Benjamin "Bibi" Netanyahu.

BURGOS disse...

Rogério e Marcelo

Faço minhas as suas palavras.

Tibiriçá disse...

Mesmo que todas as hipóteses tenham sido levantadas, eu gostei mesmo foi do olhar da Dona Merkel, tão profundo, tão sorrateiro digno de um prêmio...

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...